Sejam Bem Vindos! よろしくお願いします!

Olá pessoal, sejam bem vindos à esta página. Criei este blog para poder compartilhar com vocês algumas informações sobre a língua japonesa, além das minhas impressões acerca desse idioma, suas particularidades, as dificuldades enfrentadas pelos falantes de português do Brasil ao estudar o idioma japonês, e claro, alguns pontos comparativos com o português que considero muito interesssantes.

Sejam Bem Vindos!     よろしくお願いします!       リマ・マレイ marley de lima

terça-feira, 7 de junho de 2016

Sobre a língua japonesa - Parte 6: A importância na uniformidade da escrita


Postagem original em 30/12/2010

Uniformidade na escrita
A escrita dos caracteres hiragana e katakana deve ser de tamanho uniforme, uma vez que algumas sílabas são representadas por um caractere de tamanho normal acrescido de outro de tamanho menor denominado 拗音(ようおん = yōon)[1]. Como exemplo temos: とうきょ(Tōkyō), びょういん(byōin), きょねん(kyonen), ひゃ(hyaku), しゃしん(shashin) e ちゃ (ocha)[2]. Essa diferenciação no tamanho do caractere para a formação do yōon, caso não seja respeitada, poderá inclusive produzir outro significado para a palavra, como pode ser observado comparando as palavras apresentadas em a) palavras com todos os caracteres de tamanho uniforme e b) palavras nas quais ocorrem  yōon [3]:
a)
b)
ひや =  hiyaku (saltar)
ひゃ =  hyaku (cem)
じゆ =  jiyū (liberdade)
じゅ =   (dez)
びよういん  =  biyōin (salão de beleza)
びょういん =   byōin (hospital)

Obs.: Este texto é parte integrante do artigo publicado no livro comemorativo dos 100 da Imigração Japonesa - ANBG.
 LIMA, Marley Francisca de . Watashi no me kara mita nihongo: algumas observações sobre a língua japonesa como LE. In: Associação Nipo Brasileira de Goiás; SAITO, Cecília Noriko Ito; MOTA, Fátima Alcídia Costa. (Org.).  地球を半回り・ゴイアスの日本人- Meia volta ao mundo: imigração japonesa em Goiás. 1 ed. Goiânia: Gráfica e Editora Bandeirante Ltda, 2008, v. , p. 215-225.




[1]  Som contraído
[2] Tōkyō (nome da capital do Japão), byōin( hospital), kyonen( ano passado),  hyaku (cem), shashin (fotograifa) e ocha (chá).
[3] Os exemplos descritos em a) e b) foram extraídos do livro Minna no Nihongo 1: Tradução e notas gramaticais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário