Sejam Bem Vindos! よろしくお願いします!

Olá pessoal, sejam bem vindos à esta página. Criei este blog para poder compartilhar com vocês algumas informações sobre a língua japonesa, além das minhas impressões acerca desse idioma, suas particularidades, as dificuldades enfrentadas pelos falantes de português do Brasil ao estudar o idioma japonês, e claro, alguns pontos comparativos com o português que considero muito interesssantes.

Sejam Bem Vindos!     よろしくお願いします!       リマ・マレイ marley de lima

Verbos



Verbos transitivos e intransitivos – 他動詞・自動詞・

Em língua japonesa existem alguns verbos muito parecidos, normalmente mudando apenas um hiragana, e que tem significado similar. No entanto um traz uma ação feita por alguém, e o outro apenas informa a condição ou estado. O primeiro refere-se aos verbos conhecidos como 他動詞 = tadôshi, e o segundo faz referência aos verbos conhecidos como 自動詞 = jidôshi, respectivamente verbos “transitivos” e “intransitivos”.
Outro ponto que acho importante observar é que, para os verbos 'tadôshi' (transitivo) usa-se geralmente a partícula を'wo' antes desse verbo e após o objeto. Ex.: Denki o keshimasu / Mado o akemasu. Para os verbos 'jidôshi' (intransitivo) a partícula を 'wo' é substituída por が 'ga'. Ex.: Denki ga kiemashita / Mado ga akimashita (geralmente mais usado na Forma Te: Denki ga kiete imasu / Mado ga aite imasu). 

Para entender melhor, vejamos uma lista desses verbos (escrito em kanji, hiragana, letra romana, e a tradução em português):


他動詞
自動詞

たどうし
じどうし

Tadôshi
Verbos transitivos
Jidôshi
Verbos intransitivos
1.
見つけます
見つかります
みつけます
みつかります
mitsukemasu
mitsukarimasu
encontrar
ser encontrado
2.
つけます
つきます
tsukemasu
Tsukimasu
ligar; acender
estar ligado; estar aceso
3.
消します
消えます
けします
きえます
keshimasu
kiemasu
apagar o fogo, apagar o quadro escolar; desligar a TV, a luz
estar/ser apagado; estar/ser desligado
4.
開けます
開きます
あけます
あきます
akemasu
akimasu
abrir (a porta, a janela,etc.)
estar/ser aberta
5.
閉めます
閉まります
しめます
しまります
shimemasu
shimarimasu
fechar (a porta, janela, erc...)
estar/ser fechado
6.
入れます
入ります
いれます
はいります
Iremasu
hairimasu
colocar (ex.: algo em uma caixa, na bolsa, etc...)
entrar (para a faculdade, no ofuro, para dentro de um cômodo...)
7.
出します
出ます
だします
でます
dashimasu
demasu
despachar (uma carta, uma mercadoria...); entregar (um relatório, tarefa de casa, ...)
Sair (da faculdade ao completar o curso, sair do ofuro, sair de uma sala...)
8.
戻します
戻ります
もどします
もどります
modoshimasu
modorimasu
devolver ao local de origem
retornar ao local de origem
9.
汚します
汚れます
よごします
よごれます
yogoshimasu
Yogoremasu
sujar
estar sujo
10.
止めます
止まります
とめます
とまります
tomemasu
tomarimasu
parar
estar/ser parado
11.
起こします
起きます
おこします
おきます
okoshimasu
Okimasu
acordar alguém; ser acordado
acordar
12.
壊します
壊れます
こわします
こわれます
kowashimasu
kowaremasu
quebrar algo
estar/ser quebrado
13.
並べます
並びます
ならべます
ならびます
narabemasu
narabimasu
organizar em fileiras, um atrás do outro, ou um do lado do outro
estar/ser organizado em fileiras, um atrás do outro, ou um do lado do outro
14.
変えます
変わります
かえます
かわります
kaemasu
kawarimasu
trocar
estar/ser trocado
15.
売ります
売れます
うります
うれます
urimasu
uremasu
vender algo
estar/ser vendido
16.
直します
治ります
なおします
なおります
naoshimasu
naorimasu
consertar
sarar/recuperar-se de uma doença
17.
上げます
上がります
あげます
あがります
agemasu
agarimasu
dar algo a alguém; levantar
estar/ser levantado; subir
18.
下げます
下がります
さげます
さがります
sagemasu
sagarimasu
abaixar
estar/ser abaixado
19.
片づけます
片づきます
かたづけます
かたづきます
katazukemasu
katazukimasu
arrumar; organizar
estar/ser organizado

Fonte: arquivo pessoal (2011)
Corrigido e atualizado em 25/03/2014



------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


USO DE HORA + E VERBO

Para o tema de hoje apresentarei o uso de verbo acompanhado de horas. Como exemplo, usaremos os seguintes verbos:
おきます
Okimasu
Acordar
ねます
Nemasu
Dormir
はたらきます
Hatarakimasu
Trabalhar
やすみます
Yasumimasu
Descansar; folgar; faltar
べんきょうします
Benkyō shimasu
Estudar
おわります
Owarimasu
Terminar


Gostaria de lembrar que os verbos em língua japonesa são flexionados afirmativa e negativamente, tanto no tempo presente/futuro como no tempo passado.
Presente/futuro
Passado
Afirmativo
Negativo
Afirmativo
Negativo
-masu
-masen
-mashita
-masen deshita


Para expressar o horário em que uma ação/ação  será/foi realizada, usaremos a seguinte estrutura:
________________は  __ に       ます/ました

______wa __ji  ni  __ masu/mashita


No primeiro espaço coloca-se sobre o que se fala.
No segundo espaço o horário que isso acontece.
No terceiro espaço o verbo flexionado no tempo determinado.
As partículas apresentadas nessa estrutura tem a seguinte função:
WA = indica sobre o que se fala.
NI = faz a ligação entre o horário e o verbo (sempre que usar hora+verbo usa-se a partícula “ni”, após a hora e antes do verbo)
O sufixo “JI” é indicador de hora (em caso de hora que apresenta o minuto, usaremos da seguinte forma: __時__分 → ___ ji____pun/fun).

Vejamos alguns exemplo usando a estrutura “hora + verbo”:
__________は 6時に おきます。
Watashi wa 6ji ni okimasu.
Acordo às 6 horas.


Caso queira especificar que o fato ocorreu ontem, hoje ou ocorrerá hoje ou amanhã, a palavra corrrespondente poderá vir no início da frase.
きのう __________は 6時に おきました。
Kinō  watashi wa 6ji ni okimashita.
Ontem acordei às 6 horas.
Nesse exemplo o verbo foi flexionado no passado .

Para expressar o início e o término de determinada atividade usa-se “から=kara “ (para o horário inicial) e  “まで=made”( para o horário final = até).
________________()から__()まで     ます
______________wa __(ji)kara __(ji)made     masu

Watashi wa 8ji kara 6ji made hatarakimasu.
Trabalho das 8 às 6.

Também podemos expressar somente o horário inicial ou o horário final.

________________()から      ます
______________wa __(ji)kara     masu

Watashi wa 8ji kara hatarakimasu.
Trabalho a partir das 8.

________________()から__()まで     ます
______________wa ____(ji)made     masu
Kinō yoru 10ji  made benkyō shimashita.
Ontem estudei até às 10 da noite.

Nesse exemplo apresentamos dois novos fatores:
 1) A ausência do autor da ação, pois em japonês pode-se omitir o autor da ação em caso de ser o próprio falante. Em língua portuguesa também podemos omitir, no entanto, percebemos através da pessoa do verbo quando o autor da fala é o próprio autor da ação (ex.: “Ontem estudei até 10 da noite”. No entanto, em língua japonesa o mesmo não é possível de acontecer, uma vez que o verbo não é flexionado quanto à pessoa, assim como também não é flexionado quanto ao número.
2) A inserção do período de tempo relativo à parte do dia “yoru=noite”, que é apresentado sempre antes da hora, oposto ao que acontece na língua portuguesa (ex.: Yoru 10ji  → yoru= noite ; 10ji= 10 horas).


Para fazer pergunta basta acrescentar a partícula “ka” ao final da frase, e claro o pronome de interrogação para horas.

きのう なんじ に おきました
Kinō nanji ni okimashitaka.
Que horas você acordou ontem?


Fonte: Arquivo pessoal (2004,2011).



----------------------------------------------------------


VERBOS - expressões a partir da forma “-masu”


 Já faz algum tempo que quero escrever sobre os verbos na língua japonesa, no entanto não o fiz ainda da forma como pretendia, que era seguir a sequência apresentada na maioria dos materiais didáticos de língua japonesa como língua estrangeira (apresentando primeiramente a divisão dos verbos e a forma como se faz as flexões básicas). Mas hoje estive pensando e lembrei que posso falar de uma parte dos verbos mesmo que o leitor não conheça essa divisão ou mesmo as flexões básicas dos verbos. Basta apenas conhecer o verbo na forma polida, ou seja, com a terminação “-masu”. Ex.: tabeMASU (comer); ikiMASU (ir); nomiMASU (beber); etc.
 Uma vez conhecendo os verbos nessa forma podemos fazer algumas mudanças na parte variável do verbo e teremos uma série de expressões diferentes. Vejamos algumas:

Obs.: -MASU     ⇒ _....., significa que “-masu” é trocado por -....
1).       Para expressar desejo através do verbo: -MASU    ⇒ -TAI DESU (ou seja, basta trocar a parte “-masu” por “-tai desu”).
Ex.: (kaiMASU = comprar)
Kuruma o kaiMASU
Kuruma o kaiTAI DESU.
Compro (vou comprar) um carro.
Quero comprar um carro

 2).      Para expressar a idéia de que algo é difícil de ser feito:
 -MASU     ⇒  -NIKUI DESU (troca-se “-masu” por “-nikui desu”).
Ex.:(wakariMASU = compreender)
Ano hito no hanashi wa wakariNIKUI DESU.
A conversa/fala daquela pessoa é difícil de compreender.

3)        Para expressar a idéia de que algo é fácil de ser feito:
-MASU     ⇒ -YASUI DESU (troca-se “-masu” por “-yasui desu”).
Ex.: (oboeMASU = aprender/gravar/memorizar)
Hiragana to katakana wa kanji yori oboeYASUI DESU.
Hiragana e katakana são mais fáceis de aprender do que kanji.

4)         Quando se quer dizer que duas ações acontecem ao mesmo tempo:  
-MASU     ⇒ -NAGARA (troca-se “-masu” por “-nagara” )
 Ex.:  (miMASU = ver, assistir)
Terebi o miNAGARA, shokuji o shimasu.
Faço a refeição enquanto assisto TV.

5)        Para expressar que algo foi feito além do normal:
 -MASU     ⇒ -SUGIMASU (troca-se “-masu” por “-sugimasu”)
Ex.:  (tabeMASU = comer)
Party de oishii ryori ga tasukan arimashita kara, tabeSUGIMASHITA.
Como tinha muita comida gostosa na festa comi demais.

6)        Para expressar um convite feito ao interlocutor de forma educada e suave: -MASU     ⇒ -MASENKA (troca-se “-masu” por “-masenka”, em forma de pergunta).
 Ex.:  (nomiMASU = beber/tomar)
Issho ni ocha o nomiMASENKA.
Gostaria de tomar chá comigo?

7)        Para expressar que algo é feito por mais de uma pessoa:  -MASU     ⇒ -MASHŌ (troca-se “-masu” por “-mashō”).
            Ex1.: (tabeMASU = comer)
Gohan o tabeMASHŌ.
Vamos comer (almoçar/jantar).

Obs.: Essa expressão “-mashō” pode ser usada como resposta à pergunta feita com a expressão do “item 6”, pois usando-a traz à resposta um tom suave ( A: Ocha o nomiMASENKA. B: Ee, nomiMASHŌ). O que ajuda para suavizar a resposta, além da expressão “-mashō”, é a substituição de “Hai” por “Ee”. Se usasse a resposta com “Hai, ikimasu” não traria à resposta o mesmo tom suave.
            Ex.2:  (nomiMASU = beber/tomar)
Issho ni ocha o nomiMASENKA.
Gostaria de tomar chá comigo?

Ee, nomiMASHŌ.
Sim, claro (vamos tomar).

8)        Para indicar que pode fazer algo pelo interlocutor (oferecendo ajuda):   -MASU     ⇒ -MASHŌKA(troca-se “-masu” por “-mashōka”).
            Ex.:  (mochiMASU = pegar/carregar)
Kaban o mochiMASHŌKA.
Quer/gostaria que eu carregue sua mala?

9)        Para expressar a maneira/jeito/forma de fazer algo. 
 -MASU     ⇒ –KATA (troca-se “-masu” por “-kata”).
            Ex.:  (tsukaiMASU = usar)
Hashi no tsukaiKATA o oshiete kudasai.
Por favor, me ensine a forma de usar o hashi (palitinhos japonês usado nas refeições).

10)     Para indicar que vai/virá à algum lugar para fazer algo. 
 -MASU     ⇒ –NI IKIMASU/KIMASU (troca-se “-masu” por “-ni ikimasu” ou “-ni kimasu”).
            Ex.:  (kaiMASU = comprar)
Ashita shoppingu e hon o kai NI IKIMASU.
Amanhã irei ao shopping para comprar um livro.

11)     Para indicar respeito à pessoa de quem se fala.  -MASU     ⇒ -NI NARIMASU (troca-se “-masu” por “-ni narimasu. Aqui é acrescentado “o” antes do verbo).
            Ex.:  (kaerimasu = retornar para casa)
Sensei wa mō OkaeriNI NARIMASHITA.
A sensei já foi embora.

12)     Para fazer uma solicitação à alguém de forma muito respeitosa.
 -MASU     ⇒ –KUDASAI (troca-se “-masu” por “-kudasai”. Nesse caso também é acrescentado “o” antes do verbo).
            Ex.:  (kakemasu = sentar)
Dōzo kochira ni OkakeKUDASAI.
Sente-se aqui, por favor.

Obs.: Essa expressão demonstra muito respeito ao interlocutor. Fiz questão de elaborar um exemplo que usasse o verbo “kakemasu”, para mostrar que normalmente são usados alguns verbos diferentes do que estamos acostumados a usar, por ser uma expressão muito polida. Para o verbo “sentar”, em japonês, estávamos acostumados a usar o verbo “suwarimasu”, e aqui foi substituído por “kakemasu”.

13)     Para indicar modéstia ao falar sobre algo que fez. Aqui o falante se coloca em posição inferior.
  -MASU  ⇒ -SHIMASU (troca-se “-masu” por “-shimasu”, acrescentando “o” antes do verbo e “go” antes de alguns substantivos).
Ex.1:  (kashiMASU =  emprestar algo à alguém)
Watakushi ga enpitsu o (wo) OkashiSHIMASU.
Eu vou emprestar o meu lápis.
           
Ex.2:  (setsumei shiMASU = explicar)
Watakushi ga nihongo kōsu ni tsuite GOsetsumeiSHIMASU.
Irei explicar sobre o curso de japonês.

Obs.:As expressões 11, 12 e 13 fazem parte do grupo de expressões honoríficas (keigo). As que indicam respeito são conhecidas como “sonkeigo” (tópicos 11 e 12); as que indicam termos de modéstia são conhecidas como “kenjōgo” (tópico 13).
Marley Lima (Verbos – expressões a partir da forma “-masu”, 2011)

Obs.1:Pode acontecer de alguma das expressões apresentadas não poder ser usada com algum verbo.
Obs. 2: Algumas frases podem soar estranhas fora do contexto, ou ainda soar melhor com o verbo flexionado de outra forma. No entanto, tomei o cuidado de colocar todos os verbos apresentados como exemplos na forma –“masu”, ou a variação no passado “-mashita”, para não complicar na compreensão do tema apresentado. Ainda, procurei usar todas as orações na forma polida. Portanto, podemos ter a variante de cada uma delas para a forma informal.



-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------




Verbo kaeru = voltar/retornar para casa/país/estado/cidade...


  Em língua japonesa existe o verbo KAERIMASU (KAERU) = 帰ります(帰る), que encontramos traduzido para a língua portuguesa do Brasil como “voltar; regressar; ir-se emborar” (COELHO e HIDA, p. 483, 1998), e “voltar” (HINATA, p. 176, 1996)
 Um aluno que encontra apenas a tradução do termo sem maiores explicações pode muito bem utilizar esse verbo erroneamente, em situações que não cabem o uso do mesmo.
 Esse verbo tem por significado “voltar; retornar”, mas para o seu lugar de origem, por exemplo, “voltar/retornar” para casa, ou para a sua cidade, ou para o seu país, etc. Não cabe usá-lo como retornar ao local em que você encontrava anteriormente, ex.: alguém está no trabalho e sai para visitar um cliente voltando/retornando posteriormente para a empresa. Nesse caso não podemos usar o verbo “kaeru”, e sim o verbo “modorimasu/modoru”, ou ainda “modotte kimasu/ modotte kuru”, que significa “voltar; regressar; retornar” para um lugar onde você se encontrava anteriormente.
 Voltando ao verbo “kaerimasu”, gostaria de chamar a atenção para um fato que considero muito interessante se comparado ao nosso idioma. Percebi logo que tive contato com o idioma japonês que se uma pessoa viaja para um outro país, seja a trabalho ou para estudar, e vai ficar por cerca de X período,  mas durante o período de estadia nesse outro país, essa pessoa viaja ao seu país de origem para visitar seus familiares  por um curto período. Essa saída do país onde ele se encontra a trabalho ou estudo, que em português diríamos, por exemplo: “a minha professora foi para o seu país/ a minha professora foi visitar seus pais em seu país/ a minha professora viajou para o seu país, etc”. No entanto, em língua japonesa utiliza-se o verbo kaerimasu, ex. “sensei wa kuni e kaerimashita”, ou seja, “a minha professora voltou /regressou/ retornou ao seu país”. Um aluno que não tenha a explicação sobre o uso desse verbo e ouve uma frase assim pensará que a professora “foi embora” para o seu país.
 Por toda essa complexidade do uso do idioma japonês em contraste com o nosso idioma pátrio, é que acho muitíssimo interessante o idioma japonês.

COELHO, Jaime; HIDA, Yoshifumi. Shogakukan: Dicionário universal japonês-português. 2. Ed. Tōkyō: Shogakukan, 1998.
HINATA, Noemia. Dicionário Japonês-Português romanizado. 13. Ed. Tōkyō: Kashiwashobo.